Catrela preparada para atravessar o Lago Nasser

Dicas: Sudão (norte)

Visto, entrada e dinheiros, saída e Ferry.

Catrela preparada para atravessar o Lago Nasser

Catrela preparada para atravessar o Lago Nasser


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Visto

Feito em Nairobi – fizeram de um dia para o outro por cerca de 50 dólares. Tudo simples e fácil mas com enorme detalhe – só tínhamos um mês para entrar no Sudão. Atravessámos a estrada do norte do Quénia e a encantadora Etiópia sem reparar nisso e deixámos o visto caducar…

Tivemos que voltar a fazer em Adis Ababa e tudo se complicou – pediram-nos uma carta convite do Sudão para nos darem o visto. Conseguimos apenas através de um contacto de um embaixador sudanês através do super disponível dono do nosso “hostal” (o holandês Wim do Wim’s House) mas pagámos quase 100 dólares cada e tivemos que esperar 15 dias intermináveis. Resumindo – fazer em Nairobi sem deixar caducar.

 

Entrada e dinheiros

Gerir os dinheiros no Sudão é das tarefas mais complicadas de África por 3 razões:

Não há caixas multibanco no país; na Etiópia é proibido oficialmente comprar dólares nos bancos (e muito difícil no mercado negro); no Sudão o câmbio oficial dos dólares é metade do real.

Logo na fronteira do lado etíope os cambistas vão-lhe dizer pelo menos 3 mentiras: que do lado sudanês é preciso pagar uma “road tax” de 100 pounds (é apenas 13,5), que o Birr do lado de lá vale tanto como o papel (mentira, trocam a moeda etíope facilmente nas lojinhas e a preço equilibrado) e claro, câmbios mirabolantes, jogando com os câmbios oficiais (que na internet, num site oficial vem a metade do valor que se troca no mercado negro).

A solução mais fácil é ter dólares ou mesmo Birr e trocar do lado sudanês. Em Karthoum terá ainda melhor câmbio para o dólar (Birr melhor fazer na fronteira).  Nós conseguimos (em Março de 2012) por 100 bir 28.5 pounds, e por 1dólar 4.7 pounds.

 

Saída e Ferry

Em breve deverá finalmente abrir a fronteira terrestre entre o Sudão e o Egipto. Mas em África há momentos breves que duram anos. Até lá terá que apanhar o ferry que atravessa o Lago Nasser.

O Ferry leva apenas pessoas e motos. Os carros e camiões vão à parte num barco de carga que sai uma vez por semana, quando não há surpresas que é o mais habitual (consultar fóruns para ver situação actual!). Fazer estes papéis sozinho é uma ideia faraónica e o homem para nos ajuda nisso é só um: Magdi (contactos nubatia51@yahoo.com +249 121730885 or +249 122262060). Ele não faz milagres – quando há avarias e outras coisas recorrentes, mas é sério e estimado pelos overlanders. Há muitos aldrabões a querer fazer o mesmo.

Os nossos preços foram: carro 211$, ferry p/pessoa 56$ (em deck), registo no país 45$ p/pessoa (que diviamos ter feito logo na primeira cidade), passaporte 7$ p/pessoa, taxas portuárias 8$, taxas aduaneiras 9$ e mais 15 dólares p/pessoa para os serviços do Magdi.

 

Por Carlos Carneiro (filho)

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta