Dicas: Etiópia

Etiópia – vistos, a mais estranha lei das estradas e antiguidades.

O sistema de visto para entrar na Etiópia é tão díspar e diversificado quanto o país. Conhecemos 3 processos diferentes:

1 -Quem aterra de avião, faz o visto no aeroporto por 20 dólares sem problemas. 2 – quem vem do norte (Khartoum) por terra, faz na embaixada sendo um proceso relativamente fácil. Quem vem do sul (Nairobi) como nós está tramado! Tem que enviar o passaporte por DHL para a embaixada do próprio país, pagar balúrdios e esperar eternidades. Ou seja, para overlanders que venham pelo sul, melhor chegar com o visto feito. Nós tivemos sorte e um contacto directo da nossa embaixada empurrou-nos para uma reunião salvadora com o consul etíope (é sempre uma última possibilidade).

 

Estradas

Na Etiópia há o enervante hábito dos peões andarem no meio da estrada, pensa o condutor. Mas é ao contrário: enervante é para os peões andarem carros na estrada! Existe uma lei que dá prioridade a peões, carroças, burros e bicicletas sobre veiculos a motor. É uma lei antiga e quando os governantes tentaram mudar e depoletou motins no país – defendiam que a maioria dos etíopes não tem carro, por isso a estrada é da maioria. Nós concordamos, mas também aconselhamos – guie com extremo cuidado. Conhecemos a história de uns turistas que atropelaram uma pessoa, fracturaram-lhe o pé, e a polícia só os  deixou seguir depois de darem 1500 dólares ao peão em dinheiro.

 

Antiguidades

Conhecemos uns polacos que vinham desde Africa do Sul a “acumular” potes, cadeiras e outras coisas nos países que passavam. Ficou tudo na fronteira da Etiópia (a caminho do Sudão) pois disseram que estavam a roubar antiguidades do país. Terá que levar – ou forjar – um papelinho se trouxer muitos artigos com ar antigos de outros países, senão vão para a casa do chefe do posto da Alfândega!

Por Carlos Carneiro (filho)

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta