Os viajantes mais extraordinários que conhecemos!

Diário: Adis Ababa

Depois de tanta descrição de histórias etíopes, cá vai um resumo do andámos a fazer:

Os viajantes mais extraordinários que conhecemos!

Os viajantes mais extraordinários que conhecemos!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Chegámos a Adia Ababa com a Catrela em desmaios – a bateria ia abaixo 5 vezes ao dia, o carburador sujo fazia-a soluçar de amor, a refrigeração dava-lhe febres de 110 graus, e no fim até a ventoinha pifou. Empurrámos 5 vezes nas cinco manhãs de viagem com o motor de arranque mudo ao acordar. Instalámo-nos uma semana na “Holland House” em Adis Ababa com a menina a ser arranjada para o troço final coberto de alcatrão até Lisboa. Todos os dias tem uma coisa nova que aqui não conto, pois corria o risco de parecer “copy past” de textos antigos e a viagem já vai longa, também para quem nos acompanha!

Em Adis Ababa foi tempo de trabalhar no site, meter a conversa em dia com outros overlanders, beber canecas geladas a 0.90 cêntimos e saciar a pança deste requinte europeu.

Conhecemos também os viajantes mais extraordinários desta viagem: um casal de franceses com 5 filhos, dos 5 aos 11 anos, que viaja em família num “jeep”. Fez por terra de Buenos Aires ao Canadá, apanhou um barco para a África do Sul, e está agora a caminho de França. São dois anos das suas vidas e dois continentes inteiros atravessados que muito nos inspirou, e aos filhos, nem imaginamos.

Logísticas? É fácil: estudam de manhã com os pais e há tarde ou viajam ou divertem-se com brinquedos inventados por eles pois não há espaço para barbies na bagageira. E não têm a menor dúvida em afirmar:

– Quando chegarem a França serão os melhores da turma.

O seu site é www.pasdansunfauteuil.fr e tiramos-lhes o chapéu pela jornada magnífica e por ainda manterem um ar engomado saídos de um bom colégio passado um ano e meio de estrada!

O Holland house também é famoso por assegurar bons mecânicos aos overlanders, e nesta lógica caem cá todos os que têm problemas mecânicos. Sentimo-nos fortes com queixas da Catrela e concluímos felizes:

Carros pequenos, problemas pequenos.

E já agora uma das minhas máximas preferidas “Quando mais possuis mais és possuído”. (Nietzsche)

Numa semana estávamos a voar para o Sudão, e para a maior argolada da viagem.

Por Carlos Carneiro (filho)

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta